Patologias mais frequentes



Displasia coxofemoral


A displasia coxofemoral vem sendo muito recorrente na nossa rotina, esta patologia causa uma degeneração articular levando a dor e em alguns casos até a luxação da articulação coxofemoral, os sinais mais comuns são: dificuldade de sentar e levantar (este ultimo principalmente após dormir), reluta em subir escadas ou locais mais altos, dor e só quer ficar deitado após passeio, perda de massa muscular nos membros posteriores entre outros. Ela acomete todas as raças e portes, mas os mais acometidos na nossa rotina é o Golden, Labrador, Rottweiler, bulldog inglês, pastor alemão, entre outras raças.

 

O ideal é sempre fazer o diagnóstico precoce, existem muitos tratamentos para esta patologia, fazemos desde tratamento clínico a prótese total de quadril isso irá depender do grau desta displasia coxofemoral e dor do paciente.

 
Dr Eloy Curuci.
Crmv-sp 15.845
Especializado em Ortopedia e traumatologia Veterinária.


Compartilhe nas redes sociais:Share on Facebook0Tweet about this on TwitterPin on Pinterest0Share on LinkedIn0Share on Google+0

Luxação de Patela em cães e gatos: veja os principais sintomas, diagnóstico.


O que é a luxação patelar em cães e gatos? E os tipos de luxação que se dá e os graus?

 
A luxação patelar em cachorros pequenos é de origem congênita? (causas)

 
Dicas: em quais os casos deve- se levar o cão ao ortopedista veterinário?

 
Quais os tipos de tratamento existente hoje em clinicas e hospitais veterinários?

 
Pós operatório quais os manejos e como deve ser feito?

 
Considerações finais:
A luxação de patela é muito frequente em cães principalmente em raças toys, micro e de pequeno porte e muitas vezes não é diagnosticada levando a sérios problemas para esta articulação do joelho, então caso seu cão tenha algum destes sintomas procure um Ortopedista veterinário.
 
DR ELOY CURUCI.
ORTOPEDIA, TRAUMATOLOGIA E COLUNA VERTEBRAL.
CRMV-SP 15845


Compartilhe nas redes sociais:Share on Facebook0Tweet about this on TwitterPin on Pinterest0Share on LinkedIn0Share on Google+0

Cão paralisado – Hérnia de disco em cães


Os cães de pequeno porte principalmente o tekel, lhasa apso, shitzu, bulldog francês entre outros. Quando o paciente apresenta dor
 
Sinais mais comuns: Dor, incoordenação, paresia e paralisia dos membros anteriores, posteriores ou ambos.
 
Tratamento: Sempre procurar um ortopedista o mais rápido possível para avaliar se o caso será tratado com tratamento clínico que se baseia em medicamentos, fisioterapia, acupuntura e ozônioterapia ou tratamento cirúrgico. Isso tudo dependerá do grau de comprometimento medular.
 
Se o tratamento for rápido o prognóstico será bom, caso o paciente fique por tempo prolongado paralisado o prognóstico será reservado a ruim.
 
Dr Eloy Curuci.
Especializado em Ortopedia e traumatologia Veterinária.
Crmv-sp 15845


Compartilhe nas redes sociais:Share on Facebook0Tweet about this on TwitterPin on Pinterest0Share on LinkedIn0Share on Google+0

Ruptura do ligamento cruzado cranial em cães


Esta patologia de ruptura total ou parcial do ligamento cruzado cranial é uma das patologias mais comuns na ortopedia veterinária, ela acomete os cães de pequeno, médio e grande porte.
 
Os sinais mais comuns são: claudicação intermitente do membro afetado, claudicação após passeio e até ficar com o membro suspenso.
 
O ligamento cruzado cranial é um restritor primário da articulação femorotibiopatelar, então com a sua ruptura total ou parcial esta articulação ficará instável levando a impotência funcional do membro, ocasionando edema intraarticular e dor.
 
O diagnóstico é feito pelo exame físico do paciente, e o exame radiográfico será feito para descartar outras patologias e avaliar as particularidades ósseas desta articulação.
 
Esta patalogia pode ser tratada com tratamento clínico em cães ate 2-3kg (caso não tenha efeito satisfatório será cirúrgico) e para cães acima de 3kg sempre será cirúrgico tanto para ruptura parcial como para ruptura total do ligamento cruzado cranial.
 
A cronicidade desta patologia leva a artrose severa desta articulação, então sempre que seu animal de estimação estiver com claudicação de algum membro, procure um ortopedista veterinário para avaliar a causa o mais rápido possível.
 
Muito obrigado,
Dr Eloy Curuci.
Especializado em Ortopedia e traumatologia veterinária
Crmv-sp 15845


Compartilhe nas redes sociais:Share on Facebook0Tweet about this on TwitterPin on Pinterest0Share on LinkedIn0Share on Google+0